Pesquisar este blog

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Ô

Vida engraçada, vida boba, que sempre me achei feliz, mesmo ninguém sendo feliz sempre, eu sempre me achei, ou não, agora já não sei mais nada, a única coisa que sei, é que entre um mundo que existe milhões e milhões de pessoas, estou tão só, num mundo tão esquisito, tão triste, que eu tento passar toda positividade pra ele, mas tem hora que não dá, que tudo desmorona e você descobre as decepções, as coisas "maquiadas" por você, você vê que esse mundo que você vive é um moinho, uma ilusão uma estória, boba, besta, chata, supérflua e você  tenta reverter aquela situação, mas tem hora que não dá, você tem que viver aquela realidade que lhe aparente ser muito hostil, e as decepções caem sobre você, e você descobre um mundo muito contrário da sua realidade, que as palavras pra descrever esse "mundo" não saem de você, por você não conhecer uma palavras que defina tanta ciosa ruim ao mesmo tempo, é uma tristeza, um vazio, um ódio, mas ao mesmo tempo algo de positivo que tenta se libertar, sair de dentro de você, a felicidade, é, a felicidade ta em mim, mas ela não consegue se liberta por tanta opressão dos ruins e isso me corroe cada vez mais e mais, o que me torna uma pessoa, sozinha e infeliz, às vezes grossa, rude sem necessidade, ai é nessa hora que cai a ficha e você percebe que sozinha você não vive, sem um alguém pra você rir, chorar, viver e você acaba achando que infeliz está, mas eu percebo que é engano meu, mas como ? Como reverter essa situação ? O que fazer ? Me vejo sem saídas, sem opiniões e ao mesmo tempo vejo um grande e maravilhoso mundo lá fora esperando por mim pra ser descoberto, vivido, onde a felicidade é a chave de entrada, mas como chegar a esse mundo ? Eu acho que ele não depende só de mim, mas ele também depende só de mim, e isso acaba se tornando algo complexo demais, que me angústia não desvendar tal complexidade, me sentia um pouco infeliz, mas agora to feliz e acho que uma parte desse mundo tão complexo eu to desvendando e o resto com o tempo ele desvendará para mim, tenho certeza que vou ser, sou muito feliz e isso depende muito de mim, não completamente, mas grande parte depende sim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gente,leia e comente, se não leu por favor não comente, não quero mais comentários e nem mais seguidores, quero leitores, obrigada Kate Luzzi.